LIVROS

Boletim em que Vito Giannotti participou de uma chapa para eleições da CIPA 87/88

Vito Giannotti 1

Vito Giannotti 2

Vito Giannotti 3

Vito Giannotti 4


# Comunicação dos Trabalhadores e Hegemonia

Por Vito Giannotti – Fundação Perseu Abramo/ Editora NPC – 2014

6.11.2014-livrovito
Assista Vito Giannotti falando sobre seu novo livro “Comunicação dos trabalhadores e hegemonia”

Para ler o livro, clique aqui

Sinopse:  A obra apresenta reflexões sobre diversos conceitos, como o de hegemonia, pensado por Marx, Lenin e Gramsci. Também nega veementemente o mito da neutralidade dos meios de comunicação e explica por que considera a mídia o verdadeiro partido da burguesia.
Além de apresentar uma sólida base teórica, oferece dicas práticas aos sindicatos e movimentos populares que desejam construir e aprimorar seus veículos de informação. Aborda, portanto, os meios impressos, rádios, TVs e internet, pensando em como aperfeiçoar desde a pauta até a linguagem e a diagramação, para que esses veículos sejam atrativos e compreendidos pela maioria da classe trabalhadora.
O livro é voltado para professores de comunicação, estudantes, sindicalistas, militantes sociais e todos aqueles interessados em entender a importância dos meios de comunicação na formação das ideias e na prática social.

 # Dicionário de Politiquês

Por Vito Giannotti – Editora NPC – 2010

Sem título1
Sinopse: Dicionário de Politiquês é o novo livro de Vito Giannotti, escrito em parceria com Sérgio Domingues. A publicação é um manual prático de linguagem para ser usado todos os dias por quem deseja se comunicar com muitas pessoas. São cerca de 3500 verbetes incompreensíveis traduzidos para a língua dos “normais”, ou seja, para a grande maioria da população que não passou mais do que oito anos nos bancos escolares.
“A ideia chave do Dicionário é que o intelectual, como o artista, para cumprir seu papel tem que estar onde o povo trabalhador está e efetivamente comunicar-se com ele” afirma o educador Gaudêncio Frigotto na apresentação do livro.

# Muralhas da linguagem – 2ª edição

Por Vito Giannotti – Editora MAUAD – 2009

Sem título
Sinopse: O livro Muralhas da Linguagem, de Vito Giannotti, sintetiza quatro décadas de experiência com a linguagem, aqui entendida como um instrumento fundamental tanto de dominação (quando manipulada pelas elites) quanto de emancipação (quando colocada na perspectiva daqueles a quem Walter Benjamin qualificaria como a “legião dos vencidos”).
Se Paulo Freire mostrou que a apropriação da linguagem pelo oprimido é um ato potencialmente revolucionário, Giannotti aborda o problema tal como ele se apresenta na vida contemporânea dos movimentos sociais, da luta sindical, dos milhões de brasileiros diariamente submetidos ao bombardeio ideológico promovido pela grande mídia.
O autor não se limita à denúncia. Ao contrário, propõe um desafio: como fazer do ato comunicativo um momento de criação? Como fazer da “mídia alternativa” um eixo de organização em defesa dos direitos humanos e das liberdades fundamentais? O leitor não encontrará respostas e fórmulas prontas, mas será convidado a ocupar o lugar de protagonista de seu próprio discurso. [Por José Arbex Jr.]

# História das Lutas dos Trabalhadores do Brasil – 3ª edição

Por Vito Giannotti – 3ª edição revista e ampliada – Editora MAUAD – 2009

Sem título2
Sinopse:
 O livro de Vito Giannotti, da Editora Mauad, nasceu da necessidade de os trabalhadores terem à mão um resumo, uma síntese da sua história, suas lutas, suas vitórias e derrotas. Livros sobre os trabalhadores do Brasil há muitos. Muitos são bons. Alguns, ótimos. O problema é que muito raramente caem nas mãos dos trabalhadores. As razões são muitas, no mínimo dez.
Uma delas é que quase não se encontram livros sobre este assunto que sejam sínteses. Que apresentem um quadro geral com os problemas, as soluções e as lições desta bela história de mais de um século. O livro de Giannotti tenta responder a este desafio.
Nesta terceira edição foram acrescentadas várias informações importantes que faltavam. Foram sugestões vindas de amigos e companheiros de vários Estados: lutas, greves, batalhas que passaram despercebidas nesta longa guerra de classe. Por isso, o livro teve acrescidas umas vinte páginas.

# História das Lutas dos Trabalhadores do Brasil

Por Vito Giannotti – Editora MAUAD – 2007

Sem título2A
Sinopse:
 “Falar do livro é falar do Vito. É um trabalho excepcional, em que ele atua fundamentalmente junto à classe trabalhadora no sentido de reforçar ou de criar a consciência revolucionária do trabalhador, chamando a atenção para a sua história, a sua luta, que nada têm a ver com a história oficial.
O livro desmistifica a idéia de que a sociedade brasileira é pacífica, não reage. Muito ao contrário, mostra que ela luta sempre. É importante, também, porque, reforçando a luta do trabalhador, ele está reforçando a idéia do velho Marx de que a luta de classes continua.” [Professor Rubem Aquino, historiador, assina a apresentação do livro].


# Força Sindical – A Central Neoliberal

Por Vito Giannotti – Editora MAUAD – 2002

Sem título7
Sinopse:
 Nas palavras de Ricardo Antunes, professor de sociologia da Unicamp, neste livro, Vito Giannotti mostra o resultado de uma simbiose entre o ideário neoliberal das eras Collor e FHC e o velho peleguismo herdeiro da estrutura sindical getulista: a Força Sindical e seu sindicalismo de negócios.
“É um trabalho limpo, como o texto que devoramos rapidamente. (…) Limpo, ao aceitar o desafio que é de muitos, e de pôr o dedo na ferida, dando nomes aos bois”, diz Virgínia Fontes, professora de História da Universidade Federal Fluminense (UFF/RJ).
Giannotti conta a história desde as raízes históricas desta Central, que ele define como completamente patronal, até a seqüência de traições aos interesses imediatos e históricos dos trabalhadores. O final é a farsa das festas-bingo dos Primeiros de Maio financiados pelos empresários.

 #  O que é Jornalismo Sindical

Por Vito Giannotti – Editora Brasiliense – 2000 

Sem título8
Sinopse:
 Jornais, boletins e cartilhas sindicais têm suas especificidades. Os destinatários desta comunicação têm interesses específicos e, sobretudo, na sua maioria, não têm hábito de ler jornal.
Por isso, o jornalismo sindical exige uma linguagem específica e uma apresentação muito atrativa.

# Manual de Linguagem Sindical

Por Claudia Santiago, Sérgio Domingues, Vito Giannotti – Editora NPC – 1999


Sem título4
Sinopse: 
Junte o Economês, Informatiquês, Intelectualês, Juridiquês, Psicologuês e Politiquês. Você terá o Sindicalês. Uma linguagem utilizada pelos ativistas, diretores e profissionais sindicais. Uma linguagem perfeitamente entendida por eles, mas não pelo público dos sindicatos. Um público muito especial: milhões de trabalhadores e trabalhadoras.
É por estas razões que o sindicalês é uma linguagem proibida. Proibida porque não é entendida, compreendida, assimilada por aqueles que procura atingir. Porque não leva os trabalhadores a lutar e se mobilizar por seus direitos. Este manual pretende ajudar os comunicadores sindicais a se livrar do sindicalês.
Leia alguns verbetes do Manual de Linguagem Sindical clicando aqui.

# Comunicação Sindical — Falando para milhões

Por Claudia Santiago e Vito Giannotti – Editora Vozes – 1996

Sem título9
Sinopse:
 A comunicação de um sindicato com os trabalhadores de sua base pode ser comparada a um mosaico composto de milhares de pedrinhas. Nenhuma dessas pedras é o mosaico, mas o conjunto delas, colocadas seguindo uma determinada forma, pode dar um belíssimo resultado final. Cada pedra desse mosaico é um instrumento.
É preciso saber usá-lo, de forma certa e na hora certa. Se isso acontecer temos na mão um poderoso instrumento de luta contra a hegemonia dos Meios de Comunicação da Burguesia.

#  A Liberdade Sindical no Brasil

Por Vito Giannotti – Editora Brasiliense – 1986 

Sem título

Para ler o livro, clique aqui

Sinopse: Dos anarquistas do começo do século até as atuais CUT e CGT, o sindicalismo brasileiro passou por diversas transformações. Mas a tão sonhada liberdade sindical, uma de suas principais reivindicações, essa nunca existiu. Pior do que isso, a legislação atual, imposta aos trabalhadores pelo governo Getúlio Vargas na década de 30, continua a mesma até hoje. Um caso único na história legislativa nacional. Um caso que afeta a vida e as relações trabalhistas de mais de 20 milhões de brasileiros.

#  Medeiros Visto de Perto

Por Vito Giannotti – Scritta Editorial – 1994 

4890-MLB4938486193_082013-O

Para ler a sinopse completa, clique aqui

Sinopse por Ricardo Antunes:  O entendimento do significado preciso da Força Sindical, nascida em 1991, passa pela apreensão de pelo menos três dimensões presentes em sua origem e atuação dentro do cenário sindical brasileiro. Primeira: é uma central sindical que abraça o ideário neoliberal, em clara sintonia com as tendências mais nefastas do capitalismo das últimas duas décadas. É a nova direita, fortemente ideologizada, presente no sindicalismo dos anos 90, em clara sintonia com a mistificadora e jocosa onda Fukuyama. Segunda característica: além deste ideário, sua origem tem inteira sustentação na velha estrutural sindical brasileira, que precisava buscar novos caminhos de atuação, que não poderiam mais ser preenchidos pelo velho peleguismo. A Força Sindical operava esta simbiose entre o velho sindicalismo e as tendências mais nefastas do ideário neoliberal.
Mas há ainda uma terceira dimensão, necessária quando se quer entender a atuação da FS: trata-se de uma entidade sindical que, além dos pontos anteriormente citados, depende em grande medida da figura de sua principal (ou única) liderança: Luiz Antonio de Medeiros.

# Agradeçemos ao companheiro Rudson Pinheiro por fazer essa arte reunindo boa parte dos livros do Vito Giannotti. 

Livros - Vito

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s